quarta-feira, 11 de fevereiro de 2015

Stephen Hawking e o mistério maior



Em 2012 ao completar 70 anos  , o físico teórico  , matemático e cosmólogo britânico Stephen Hawking  respondendo a uma indagação  sobre qual o maior mistério do universo , mandou um petardo certeiro  : “ As mulheres. Elas são para mim um completo mistério  “ . Não  é pouco para quem lidou a vida inteira com enigmas gigantescos  da ciência  como a criação do universo  com o  Big  Bang    , os discutíveis “ Buracos Negros “ e a Teoria do Tudo “ , aquela que apresenta os fenômenos  físicos do universo unificados sob um único padrão matemático . Acrescente-se a peleja  duradoura que ele trava  com uma  impertinente  e paralisante enfermidade  , a  Esclerose Lateral Amiotrófica  ( ELA )   .
Stephen William  Hawking  nasceu no dia 8 de janeiro de 1942 , em plena Segunda Guerra Mundial , exatos 300 anos após a morte de Galileu Galilei (  1564 – 1642 )  .  Seu  pai , Frank , era médico , e sua mãe ,Isabel , secretária  ,   moravam em Londres .  O garoto nasceu em Oxford por conta de um acordo de guerra  entre ingleses e alemães  , para que não houvesse  bombardeio entre Heidelberg e Gottingen  na Alemanha e Cambridge e Oxford na Inglaterra .  Stephen teve outros  três  irmãos :  Phillipa , Mary e Edward , este último , adotivo . Sua infância transcorreu tranquila num ambiente  de muita  liberdade e com troca rica de conhecimentos . Stephen mostrou- se um aluno mediano até a adolescência quando passou a ser conhecido como  “ Einstein “ , talvez por sua bizarra aparência . Nos últimos  anos escolares o jovem passou a despertar  vivo interesse em física e matemática  , que considerava matérias fáceis em demasia e por conta disso ,  chatas . Aos 17 anos ingressou  na Universidade de Oxford  para um  curso de física . Em 1962 chegou a Cambridge como estudante de pós- graduação em física para trabalhar com Fred Hoyle , o mais importante astrônomo inglês da época .    Aos 21 anos de idade Stephen foi diagnosticado com uma séria doença degenerativa  progressiva  , a Esclerose Lateral Amiotrófica ( ELA ) , de prognóstico sombrio . Por essa época conheceu Jane Wilde  , sua futura esposa e uma brava guerreira .  Em julho de 1965 por ocasião de seu  casamento  a insidiosa  doença  paralisava boa parte de seu  frágil corpo  . O casal teve três  filhos : Robert   , Lucy  e Tim  . Quando do nascimento deste último   , Jane desencadeou um grave  e duradouro quadro de depressão , por conta , talvez ,  de múltiplos afazeres .  Nesta ocasião  , Jonathan ,  um músico e organista   de uma igreja local entrou na vida do casal Stephen e Jane , inicialmente  apenas como um  terapeuta  . Seguiram – se momentos de  turbulência  por conta disso e que culminaram  com  o fim do casamento de Stephen e Jane  em 1990 . Despontou   na  ocasião ,  Elaine Mason , uma  enfermeira , mãe de dois filhos e esposa de um especialista em computação que elaborara  um programa para devolver a voz a Stephen . Em  1995 ,  Elaine e Stephan  contraíram matrimônio  e  nove meses depois foi a vez de Jane e Jonathan fazerem o  mesmo . Segundo as próprias palavras de Stephan  seu casamento com Elaine  foi  um evento apaixonado e tempestuoso , cheio de altos e baixos .Sabe –se , contudo , que esta sua companheira  livrou-o da morte em mais de uma ocasião . Em   2004 Stephen apresentou claros sinais de  mau –tratos    como escoriações no rosto e fraturas diversas espalhadas pelo corpo  . No hospital  onde buscou atendimento  , em atitude estoica , Stephan  isentou qualquer pessoa desta  triste ocorrência  .   Em 2007 deu- se  o divórcio com Elaine  e a partir de então o bravo cientista   passa a morar sozinho na companhia de uma governanta  .  O genial  Stephen ora  permanece  casado fielmente, até que a morte os separe ,  com as musas cosmologia e  física  , numa bigamia salutar , autêntica e permitida  ,  sem risco algum previsível   de ruptura seja  a médio ou  longo prazo desta  pungente situação . Considerado  o maior cientista vivo  do planeta  , não sem controvérsia ,  faz companhia a gigantes  como , Isaac Newton , Galileu Galilei , Nicolau Copérnico e Albert Einstein . Stephan leva uma vida quase  plena  , posto que , a doença embora cause bloqueio de seus movimentos corporais  , mantém íntegro  o funcionamento do seu  privilegiado  cérebro . Ele acredita que as pessoas com deficiências devem se concentrar nas coisas que a desvantagem não as impede de fazer  , e não lamentar as que são incapazes de realizar .  Ateu confesso  , Stephen defende a ideia  de que o universo não foi criado nem será nunca destruído : ele apenas é . Aceita o benefício da  morte assistida e não crê em vida pós – morte .
 Acreditamos  piamente que não será com  a retirada  pétala- a- pétala de  uma mimosa flor que se irá descobrir o segredo da fragrância de uma rosa . Basta vivenciar o  êxtase de ficar como uma criança diante de um bondoso   Deus : embevecido , contrito e pronto  . Pode estar aí  o  segredo inviolável da paixão pela mulher  .  Estas  olorosas flores que ornamentam nossas  vidas , mimosas , meigas ,férteis e  envoltas em mistérios profundos , constituem o sal da vida . Sem  elas , cabe afirmar ,  quase  nada pode ser  feito ! .  Segue um conselho  a ser observado àquele que se preza , que quer se dar bem e que mostra  juízo neste  mister  :


 “ Nada mais contraditório  que ser mulher ! . Mulher que pensa com o coração , atua pela emoção e vence pelo amor ... Que vive um milhão de emoções em um só dia , e transmite cada uma delas com uma só mirada ... Que vive buscando a perfeição e segue  tratando de descobrir desculpas para os erros daqueles a quem ama ... Que hospeda no ventre outras almas , dá a luz e depois fica cega , diante da beleza dos filhos que engendrou ....  Que dá as asas e ensina a voar porém não quer ver a partida dos  pássaros , ainda que sabendo que eles  não lhe pertencem ... Que se enfeita  toda e perfuma o casto  leito  , ainda que seu amor não perceba mais esses detalhes ...  Que como uma feiticeira transforma em luz e sorriso as dores que sente na alma , só para que ninguém o perceba... E ainda arrebanha  forças , para dar consolo a quem se acerca a chorar em  seu  cálido ombro ... Feliz o homem que , tão somente por um dia , saiba entender a alma da mulher ! “ .  Aleluia  !  . 

Nenhum comentário:

Postar um comentário