sexta-feira, 20 de julho de 2018

Com o Brasileiro Não Há quem Possa
1958 (Suécia) , 1962 ( Chile ) e 1970 ( México) , o Brasil sagrou-se Campeão Mundial de Futebol. Época de ouro de nosso esporte bretão. 

A escalação básica da seleção de 1970 :
Félix, Carlos Alberto , Brito , Piazza, Everaldo , Clodoaldo , Gérson, Jairzinho , Tostão, Pelé e Rivelino. 
O escrete brasileiro regressou coberto de glória numa verdadeira apoteose, ao som de de uma marchinha :
" A taça do mundo é nossa , com o brasileiro não há quem possa ".
A Taça Jules Rimet ficaria definitivamente no Brasil , sob a guarda da CBF ( confederação brasileira de futebol) situada na Rua da Alfândega, 70, no centro do Rio de Janeiro.

Em 1966 , em Londres , a Taça Jules Rimet foi roubada e logo recuperada.
No dia 19 de dezembro de 1983 , dois ladrões mascarados invadiram o prédio da CBF e levaram a Taça Jules Rimet, com extrema facilidade. O roubo contou com a ajuda de um funcionário que tinha acesso livre às dependências do dito prédio. No dia seguinte a Taça Jules Rimet foi entregue a um comerciante argentino , para desmanche e venda. A firma do dito comerciante mudou de nome para o sugestivo e debochado :
AURIMET ( auri = ouro ) ; ( rimet = Jules Rimet ).
Faz 35 anos do famigerado e humilhante roubo e , continuamos no mesmo :
" A Taça do Mundo é nossa, com o brasileiro não há quem possa " .
Campeão do Mundo , em corrupção e em violência !

Quer mudança? Tem aí uma " arma " infalível: o voto soberano , nas eleições que se avizinham !
Bora lá , gente !

quinta-feira, 19 de julho de 2018

Um Simples Alerta Apartidário
A vida é demasiadamente curta, façamos o Bem sem demora. Não me preocupa a presença de semideuses ou pretensos donos da verdade.
Quero ao meu lado, de coração, fraternalmente, seres humanos simples, lapidando seu caminho ao caminhar, mirando as estrelas , mas com os pés fincados no pedregoso chão da realidade crua.

Irmãos que nos quefazeres da vida sejam úteis aos demais e melhorem algo na sociedade.
Nas Instituições em que laboro, harmoniosamente convivo com confrades e confreiras de várias matizes ideológicas, e que formam um belo cadinho de onde brotam rico e puro humanismo.
A alegria de viver encontra-se em nossas mãos. Somos donos do agora; o passado nos foge por entre os dedos sem que possamos modificá- lo ; o futuro, este faz-se desconhecido e inalcançável.
Somente os grandes homens possuem a exata dimensão de sua pequenez.
"O que sabemos é apenas uma gota d'água; o que ignoramos é um oceano " ( Isaac Newton).

quarta-feira, 11 de julho de 2018

Como se fosse pecado

É claro que eu quero o clarão da lua/É claro que eu quero o branco no preto/preciso, precisamos, da verdade nua e crua/mas não vou remendar vosso soneto/( batuco um canto concreto/pra balançar o coreto)/por enquanto, o nosso canto é entre quatro paredes/Como se fosse pecado, como se fosse mortal/segredo humano, pro fundo das redes / tecendo a hora em que a aurora for geral/por enquanto , estou crucificado e varado/pela lança, que não cansa de ferir/mas neste bar do Oeste - Nordeste - Sul , falo cifrado: - Hello, bandidos ! Bang ! É hora de fugir/ mas , quando o canto for tão natural como o ato de amar/Como andar, respirar, dar a vez à voz dos sentidos/ Virgem Maria - dama do meu cabaré, quero gozar/toda noite sobre tus pechos dormidos / romã, romã quem dançar, quem deixar a novidade louca/ mas daquela loucura que aventura a estrada/ e a estrela do amanhã e aquela felicidade/ arma quente/ quem haverá que aguente tanta mudez/ sem perder a saúde?/( a palavra era um dom, era bom, era conosco/era uma vez ...)/ felicidade , arma quente , com coisa quente é que eu brinco/take it ease, my brother Charles/ Anjo 45 !/ tá qualquer coisa meu irmão/ mas use o berro e o coração que a vida vem no fim do mês "

Canção " Como se fosse pecado " da autoria do gênio Belchior

 ( 1946 - 2017 ).

Romã, romã, para quem trouxer a luz àqueles que se fizeram cegos pela cobiça nesse gigante varonil , ora um paciente em estágio terminal. Instituições tomadas pelo cancro metastático nas entranhas dos poderes executivo, legislativo e judiciário.
Qual o custo desta brincadeira de gato e rato no prende e solta para a esquálida nação?
Logo mais batem à porta eleições onde podemos mudar , radicalmente , a face destas corroidas instituições nas mãos de senhores medievais.
Mudar é preciso , Brasil , dar vez á voz dos sentidos , como diz o poeta latinoamericano , juntos seremos mais !



segunda-feira, 9 de julho de 2018

Mudança/ Estagnação/Retrocesso
Mesmo a água, simbolo do fluxo de Heráclito, uma vez parada , vira um poço de ameaças mórbidas. Do mesmo modo , mudanças céleres na institucionalidade política , social e econômica de uma nação são sempre bem vindas.
Há pouco acabou um inebriante porre coletivo e nas vindouras eleições do final do ano espera-se que o povo ajude no resgate benfazejo de nossas combalidas instituições pátrias. 

"Suprema Bondade é como a água /sem disputa, a água beneficia todos os seres/habita os sítios que a multidão detesta/e por isso, é semelhante ao Tao/vive com bondade na terra/ama com bondade como um rio profundo/doa com bondade no amor/fala com bondade na confiança/ governa com bondade na ordem/age com bondade na eficácia/e realiza com bondade no momento propício/assim, sem disputa, não há ressentimento "( Tão Te King).

Mãos à obra, Muda Brasil !

Mudança com Saúde e Juventude

Para o Dr. Euler Sauaia 

"Eu sei perfeitamente quem sou eu , que sou. Um ser minúsculo, sei , mortal , de existência brevíssima colocado na calota do universo. Aqui posto , olho as infinitudes que para além de mim, sem fim , se desdobram num universo imenso . Eterno , inútil. Também posso voltar-me para mim , atento às voltas de meus intestinos ou para meu sentimento do mundo. O atrativo mesmo é olhar a meu redor , ver as gentes parecidas comigo . Espantosa é a visão, se me exorbito e olho lá fora , para esse mundão de grandeza inesgotável, independente de mim , a mim indiferente. O que mesmo me comove é a relação : eu e os mais. Não é uma visão de mim sem eles , nem deles sem mim. É sempre a visão de mim com eles , parte deles.
Porque o Brasil não deu certo ? Ainda não deu! Vai dar ? Por que caminho ?"

Excerto do discurso de Darcy Ribeiro (1922 - 1997 ) ao receber o título de Doutor Honoris Causa , da Universidade de Sorbonne em 1978.

Em 2018 , temos plena consciência que devemos imprimir mudanças necessárias nas nossas instituições. Nenhum ser humano pode vangloriar-se de possuir o monopólio do saber, da justiça e da verdade. A vida é uma aventura ousada , ou nada.
Vamos para Mudança com Saúde e Juventude !

"Pinga pinga indiferentemente

A água de prata
Do chuveiro do céu .
Das árvores encolhidas pelo frio
Escorrem pela capa verde
Pérolas líquidas 
Que tombam indolentemente...
E na vidraça fina
A teia d'água surge
Engrossa 
E cresce de repente ...

Poema "Chove... " da autoria de Mozart Firmeza ( 1906 - 1965 ).

A foto registra um banho de chuva por conta do temporal BELGA em Fortaleza e que inaugurou oficialmente, digo, inundou um caprichado túnel no Bairro 13 de Maio.
 — em  Porto Das Dunas.

quinta-feira, 5 de julho de 2018

ATÉ BREVE, MESTRE
No início da década de 70 do século passado, no Hospital Batista Memorial de Fortaleza, pelejava um grupo de nobres ginecologistas: Dr. Silas Munguba; Dr. Edyr Ramalho; Dr. Expedito César; Dr. Lenine da Justa e Dr. Oscar Neres, dentre outros.
Destaco naquele ambiente hipocrático, um jovem inquieto e extremamente vivaz, Manuelito Lima, ainda estudante de medicina da UFC, que auxiliava as cirurgias ginecológicas realizadas no Hospital Batista. Devo a esse estudante à época, e aos mestres acima citados, minha aprendizagem em cirurgia ginecológica.
O Dr. Lenine da Justa caracterizava-se por portar uma habilidade invulgar nas cirurgias por via vaginal e um bom humor contagiante, mesmo diante de situações complexas e adversas.
Prestou serviços ao longo do tempo a diversas entidades médicas locais, sempre com brilhantismo, ética e profundo senso de humanidade. Construiu uma sólida e bela família, deixando seu nome marcado como um grande exemplo na ciência/arte de cuidar do outro e de fazer o bem.
Ninguém pode ser um homem verdadeiramente extraordinário se não sabe nas coisas de cada dia ser um homem comum. Sua vida deve estar cumprida e perfeitamente estruturada em forma comum e nutrir-se de simpatia. Assim procedeu o nobre Dr. Lenine.
Hoje, 04 de julho de 2018 segue viagem rumo ao infinito, tranquilo, e ciente que contribuiu, graciosamente, para tornar a humanidade mais leve.

Até breve, querido mestre José Lenine da Justa!